Artigo

    

OpenBSD, milionários romenos e a continuidade

Um dos maiores valores e diferenciais que um projeto de código aberto pode oferecer é a continuidade.


Por Augusto Campos


Na sua forma mais simples, a continuidade se traduz na questão da disponibilidade do código. Ao contrário do que usualmente ocorre com sistemas proprietários, um software aberto não desaparece no caso de seus mantenedores abandonarem o seu desenvolvimento. O código permanece disponível para que qualquer interessado apto passe a desenvolvê-lo. Mas existe uma forma de continuidade mais valiosa, que é a continuidade do desenvolvimento, especialmente importante no caso de softwares que oferecem serviços de segurança ou privacidade.


É a satisfação da expectativa dos usuários de que o sistema continue sendo desenvolvido pelas mesmas pessoas que contam com a confiança da comunidade, e que elas permaneçam incluindo atualizações e corrigindo falhas de modo a manter o software útil e seguro. No caso de sistemas mantidos por comunidades, essa segunda forma de continuidade exige uma condiçãos essencial: os mantenedores do sistema precisam definir um bom plano viável para obter (também continuamente) os recursos necessários para a estabilidade do desenvolvimento e disponibilidade do projeto, controlando suas despesas e custos, e obtendo receita correspondente a eles.


Existem várias formas de fazer isso: o kernel Linux é mantido por uma fundação que cobra anuidades de uma série de grandes empresas participantes, os produtos da Mozilla são mantidos por uma corporação que comercializa a presença de serviços de busca (principalmente os do Google) em seus aplicativos, a Wikipedia ostensivamente pede doações a seus próprios usuários, e diversos projetos relevantes contam com desenvolvedores cujos salários são pagos por empresas interessadas nos seus produtos, por exemplo. Mesmo quando o projeto não tem empregados e todos os seus participantes são voluntários altamente motivados, podem existir despesas e custos, como os de hospedagem de sites, de distribuição, de publicidade, de obtenção de certificações de segurança/compatibilidade, etc. – e é necessário encontrar uma fonte estável para essa receita.


O projeto OpenBSD que, entre vários outros produtos, é o responsável pelo OpenSSH usado em quase todas as distribuições Linux como recurso básico de terminal remoto e como parte de uma das ferramentas mais acessíveis para comunicações com privacidade, recentemente passou por um susto quanto à sua continuidade. Para manter as suas próprias premissas de segurança, o OpenBSD disponibiliza seus sistemas apenas em servidores mantidos em infraestrutura gerenciada pelos próprios integrantes do projeto, não podendo assim recorrer aos baratos serviços de hospedagem online tão comuns. Isso funcionou bem ao longo de anos, mas no começo de 2014 veio o alerta: as receitas previstas para este ano não seriam suficientes para pagar os custos de eletricidade dos ambientes desses servidores. Ou a comunidade dava um jeito de obter US$ 20.000 ou o projeto estava em risco de fechar as portas.


O susto inicial durou cerca de 2 semanas, até que surgiu a notícia de que um milionário romeno doou os US$ 20.000. Mas o meu susto, na condição de usuário que valoriza os produtos do OpenBSD, é de mais longa duração: essa comunidade tem despesas e custos permanentes, produz softwares de grande valor, e poderia equacionar isso de maneira mais permanente sem ter de recorrer a campanhas urgentes de coleta diretamente junto aos usuários finais. Vale para o OpenBSD, mas vale também para a governança do projeto que você pensa em iniciar: se vai ter uma despesa, pense na origem dos recursos, sem deixar saldos se acumularem colocando em risco esse grande valor: a continuidade.

Augusto César Campos é administrador de TI e, desde 1996, mantém o site BR-linux.org, que cobre a cena do Software Livre no Brasil e no mundo.

Notícias

Vaga para analista de TI com experiência em ECM/GED, BPM e BI

Publicado em: 16/12/2016 às 11:12 | leituras |

Renomada empresa de serviços de consultoria em TI, está em busca de um analista de TI para trabalhar em projetos de implementação de soluções ECM/GED, BPM e BI usando os sistemas Alfresco, Activiti, Bonita, Camunda e SpagoBI.

Nova versão do Scalix Groupware oferece suporte completo a IBM Power & IBM Mainframes

Publicado em: 14/12/2016 às 12:59 | leituras |

A nova versão dá liberdade de escolha às empresas para usar as tecnologias mais modernas oferecidas pelo mercado como base para sua solução de e-mail e colaboração

Software Livre e de Código Aberto: uma questão de economia, não de política

Publicado em: 12/11/2016 às 12:36 | leituras |

Os argumentos apresentados neste artigo são todos aspectos econômicos, e não aspectos políticos. Decisões baseadas em política (e não em economia) devem ser lembradas pelos eleitores nas próximas eleições.

Lançamento: E-book E-mail e Colaboração no Século XXI (grátis)

Publicado em: 29/09/2016 às 9:15 | leituras |

A Linux Magazine, em parceria com a Scalix Brasil e a Linux Solutions, acaba de lançar o novo ebook da série "Technology Report": E-mail e Colaboração no Século XXI. Baixe gratuitamente!

Oportunidade na 4Linux - Vaga para Brasília

Publicado em: 25/08/2016 às 9:58 | leituras |

A 4Linux, empresa de consultoria e treinamento especializada em tecnologia Open Source, está em busca de um profissional com o perfil de analista de infraestrutura Linux pleno, para atuar em Brasília.


Mais notícias

lançamento!

LM 119 | Backup e Restauração




Impressa esgotada
Comprar Digital  R$ 10,90 Digital

  1. Baixe o curso de shell script do Julio Cezar Neves

    Publicado em 07/04/2008 às 19:41 | 401273 leituras

  1. Resultado do concurso "Por que eu mereço ganhar um netbook?"

    Publicado em 30/09/2009 às 3:00 | 173175 leituras

  1. Software público brasileiro na Linux Magazine Especial

    Publicado em 29/07/2011 às 15:07 | 152928 leituras

  1. Lançado o phpBB 3

    Publicado em 13/12/2007 às 18:42 | 151761 leituras

  1. TeamViewer disponível para Linux

    Publicado em 26/04/2010 às 1:27 | 120331 leituras

  1. Novell estaria dispensando 20% dos funcionários alocados para o projeto openSUSE

    Publicado em 18/02/2009 às 23:35 | 6745 leituras

  1. Linux Foundation e CELF se unem

    Publicado em 29/10/2010 às 10:34 | 7630 leituras

  1. Google Apps ganha versão de segurança máxima. Alvo: o governo dos EUA

    Publicado em 26/07/2010 às 16:37 | 7099 leituras

  1. HP segue na abertura do código do webOS

    Publicado em 17/02/2012 às 12:37 | 9698 leituras

  1. Nuvens com foco no cliente corporativo

    Publicado em 18/09/2013 às 15:47 | 6212 leituras

whitepapers

mais whitepapers